Arquivo da tag: Bayern

Se é Bayern, é excelente!

Pego, agora, uma licença histórica para parafrasear parte do conhecido slogan da empresa farmacêutica Bayer (“Se É Bayer, É Bom”), afirmando: “Se É Bayern, É Excelente”. O Bayern de Munique, que está comemorando, após a vitória de 3 x 1 contra o Herta Berlim fora de casa, o seu 22º título alemão, tem sua sede, como o próprio nome diz, em Munique, na região da Bavária, na Alemanha. Nos próximos dias, o time ainda decide os títulos da Copa da Alemanha, 15 de maio, contra o Werder Bremen e, principalmente, da Liga dos Campeões da Europa, contra a Inter de Milão, no dia 22 de maio.

Capitão Van Bommel ergue o troféu, celebrando o 22º título alemão do Bayern

Muitas vezes sonegado pela grande mídia brasileira, que prefere times de outros países europeus como Itália, Inglaterra e Espanha, o Bayern de Munique é um dos maiores clubes do mundo. A agremiação tem quatro títulos de campeão europeu e 15 da Copa da Alemanha, além dos campeonatos alemães já citados.

Pois é este clube pouco conhecido da maioria dos torcedores brasileiros a grande paixão do empresário Gustavo Vieira Formiga, 22 anos, que mora e trabalha em Taquaralto – região sul de Palmas. Na última semana, eu e o colega Márcio Santos, dois dos três signatários do blog, viajamos os quase 18 quilômetros necessários para visitá-lo na sua loja, que tem o sugestivo e, por quê não, espetacular nome de Bayern Ferragens. Como se não bastasse, a fachada do estabelecimento, que além do trabalho de Gustavo e seus familiares conta com dois funcionários, é decorada com as cores vermelha e branca e pequenos detalhes em azul, exatamente as cores do Bayern. Para completar, o logotipo do estabelecimento é, simplesmente, o símbolo do Bayern, apenas sem o FC de Futebol Clube e a expressão “Ferragens” no lugar de München (Munique em alemão).

Fachada da Bayern Ferragens

Gustavo é natural de Praia Grande, cidade que fica próxima a Santos, no Estado de São Paulo. Ele conta que começou a gostar do Bayern em 2004, ano em que o clube nem fez grande temporada. A partir disso, a paixão pelos bávaros foi só crescendo. Nas suas costas, exibe uma grande tatuagem do símbolo do clube.

Gustavo exibe o símbolo do Bayern, tatuado em suas costas

Ao falar sobre a história do time, Gustavo apresenta grande conhecimento, comentando detalhes das conquistas e dos fracassos. Sobre o elenco atual, então, ele parece ter todas as informações.

Ele elogia o polêmico Louis van Gaal pelo trabalho, afinal o time montado pelo treinador, além de campeão alemão, está na final da Copa da Alemanha e na final da Liga dos Campeões da Europa, considerada a mais importante competição de clubes do planeta.

Em relação a reclamações, considera exagerados os mais de € 30 milhões pagos pela contratação do atacante Mario Gomez, que não faz boa temporada, além de não concordar com a dispensa de Lúcio pelo treinador holandês. De acordo com Gustavo, que nunca foi à Alemanha, a defesa bávara não tem consistência permanente, oscilando entre boas partidas e péssimas atuações.

No balcão da loja, conversa animada sobre o clube

Liga dos Campeões

Mesmo com a suspensão do astro Frank Ribéry, Gustavo se diz confiante para a partida da final da Liga dos Campeões contra a Inter de Milão, em Madri, no dia 22 de maio. Esta confiança baseia-se, em grande medida, na expectativa de que o craque holandês Arjen Robben, na sua opinião o melhor jogador do clube no momento, seja mais uma vez decisivo, como em outras etapas da competição.

Acostumado a deixar sua irmã trabalhando no estabelecimento em dias de jogos decisivos da competição, Gustavo sequer vai abrir a loja na tarde do sábado, dia 22. A ideia é fazer uma concentração a partir do meio-dia, com um grande churrasco e muita confiança na conquista do quinto título europeu do maior clube da Alemanha.

Paixão clubística aparece até nas mercadorias

O empresário destacou que chegou a pesquisar e pensar em ir a Madri, para assistir a partida. No entanto, quando se mobilizou para isso não conseguiu ingressos para a partida. Gustavo lamenta o fato, mas ressaltou que vai se preparar para a próxima vez. “A próxima final é em Wembley (Londres) e em 2012 será no Allianz Arena (casa do Bayern)”, afirmou o empresário, esperançoso que o clube também chegue a estas decisões.

Embora confiante, Gustavo acredita que Inter, por ter uma defesa mais qualificada, é a favorita no confronto. Nada que os alemães não estejam acostumados a reverter na história. No lugar de Ribéry, deverá jogar o alemão naturalizado turco Hamit Altıntop, de excelente atuação na segunda partida da semifinal contra o Lyon.

Sacola personalizada

Brasil

No Brasil, Gustavo é corintiano. Questionado quando o time ainda estava na Libertadores, não conseguiu dizer para quem torceria em uma hipotética final de Mundial de Clubes entre o Bayern e Corinthians. “É muito cedo para pensar nisso. Sinceramente, nunca pensei nessa possibilidade”, frisou o empresário.

Como essa final não vai se concretizar, talvez nunca se saiba como Gustavo se comportaria. No entanto, há forte suspeitas dos signatários do blog que a equipe bávara seria a escolhida pelo seu coração.

Abraços,

Daniel Machado

(com a colaboração de Marcio Santos)

*As fotos são de Marcio Santos, com exceção da primeira, retirada do site oficial do Bayern (http://www.fcbayern.telekom.de)

Anúncios

9 Comentários

Arquivado em Esportes, Futebol, Tocantins

Ano do Bayern?

O Bayern de Munique aplicou, ontem, jogando em casa, sonoros 7 x 1 no Sporting de Portugal pela segunda fase da Liga dos Campeões da Europa. O placar agregado foi de incrivél 12 x 1, pois em Lisboa o Bayern já tinha massacrado seu adversário com uma vitória de 5 x 0.

 Com o time qualificado que tem, embora não tão badalado quanto Inter de Milão, Manchester, Barcelona, Liverpool e Chelsea, o Bayern possui uma base muito sólida.

Defesa forte, meio campo brigador e criativo e dois centroavantes especialistas na bola aérea – Miroslav Klose e Luca Toni. Os dois, também, são bastante eficientes com os pés.

sem-titulo

Os times alemães não são tão respeitados quanto os espanhóis, ingleses e italianos. Porém, o Bayern é um gigante do futebol europeu. O meio campo dos bávaros joga com praticamente quatro atletas que marcam e atacam. Talvez Frank Ribéry, craque do time é um dos jogadores mais desejados da Europa hoje, tenha menos responsabilidade defensiva, embora sua velocidade e criatividade com a bola compensem essa falta de marcação.

Os outros três jogadores são o holandês Mark van Bommel, o brasileiro Zé Roberto e o jogador da casa (alemão) Bastian Schweinsteiger. Martín Demichelis, que também atua como zagueiro, pode entrar nesse meio campo. Isso, sem contar o qualificado Tim Borowski.

Na defesa, o Bayern tem bons zagueiros. Lúcio, ex-Internacional, é o comandante, com o respaldo do gigante belga Daniel van Buyten.

No elenco, pode-se destacar, ainda (embora alguns possam estar lesionados), jogadores como o italiano Massimo Oddo, o brasileiro Breno, o alemão Andreas Ottl, o turco Hamit Altintop, o argentino José Ernesto Sosa, o alemão Lukas Podolski, e o jogador dos Estados Unidos Landon Donovan.

O técnico, que, confesso, tenho muitas ressalvas em relação ao seu trabalho, é Jürgen Klinsmann, que quando foi jogador era um excelente atacante.

Abraços,
Daniel Machado

1 comentário

Arquivado em Futebol